De Miami para Barcelona - Chegando no Navio

Celebrity Solstice em Barcelona
Chegou o dia tão esperado. Meu voo era no final da tarde, mesmo sabendo que essa era minha última chance de dormir até tarde acabei acordando cedo e preparei os últimos detalhes da mala, liguei pra família, me despedi do pessoal que encontrei pelo hotel e fui ficando ansiosa. O hotel ficava em um lugar bem tranquilo, cheio de fast food por perto, aproveitei para dar um pulinho no Mc Donalds que ficava do outro lado da avenida. Essa é outra coisa que eu estranho muito, nenhum Mc Donalds tem os lanches que a gente tem aqui no Brasil, só o Big Mac e o Quarteirão são os mesmos, nem pense em encontrar o Cheddar McMelt ou o Big Tasty #PapodeGorda rs

Malas prontas, passagem na mão, chegou a hora de ir embora. O próprio hotel tem o serviço de shuttle que leva os hóspedes até o aeroporto, que era bem perto do hotel. Eu achei muito bonitinho que uns fotógrafos que acabei me apegando mais foram até o aeroporto comigo, já deu pra perceber como no final todo tripulante acaba criando uma família à bordo, a gente se apega mesmo!

Meu voo era pela Iberia, cheguei no aeroporto de Miami e já despachei minhas malas, foi super tranquilo. Rapidinho chegou a hora de embarcar. O avião da Iberia é um dos piores que já vi na vida, juro! Era muito velho e nem tinha uma televisão por passageiro, era só uma TV no teto que passava um filme aleatório, em compensação a comida deles é bem melhor do que da American Airlines! Foi um voo de 9 horas que eu não consegui pregar os olhos, estava um pouco apreensiva de chegar no aeroporto e ter que dar meus pulos pra chegar até o porto. Pousamos no Aeroporto de Barcelona que é gigantesco, sério, não dá pra explicar o tamanho daquilo. Peguei minha mala e fui procurando a saída, nisso vi várias pessoas segurando placas escritas "Celebrity Cruises - Celebrity Solstice" que era bem o navio que eu ia embarcar, me caiu a ficha que era um serviço de shuttle para passageiros que iam embarcar no mesmo navio que eu. Perguntei para um desses rapazes e ele me disse que eu poderia ir com o ônibus deles para o navio, ufa, que alívio! Assim eu sabia que chegaria no lugar certo e na hora certa, além de não precisar gastar com taxi! 

Era meu primeiro embarque e eu estava super perdida! Logo que eu encostei em um canto para esperar a saída do shuttle, chegou um senhor e puxou conversa comigo. Ele também era tripulante e com certeza era grego, que sotaque difícil senhor... Nessa hora já comecei a passar apertado com meu inglês de novo, mas no final deu tudo certo. Entramos no ônibus e fomos para o porto, que fica quase meia hora do aeroporto. O taxi ia ficar caro, sorte que fui esperta e peguei esse ônibus!

Chegando no porto já vi o bonito do navio, gente, que coisa gigantesca! Eu já tava acostumada a ver os navios da Costa, que são graaandes, mas esse Celebrity Solstice era fora da realidade, parecia uma construção, todo branco com vidros espelhados. Eu só fui seguindo aquele homem tão simpático que estava disposto a me guiar, foi super tranquilo chegar à porta do barco. É uma sensação surreal essa do primeiro embarque, não dá para explicar. Logo que passamos todas as formalidades do porto, chegamos até o navio. Eu que estava acostumada a fazer cruzeiros como passageira e embarcar pela porta de luxo, achei muito diferente entrar pela portinha de funcionário, sem beleza nenhuma, tudo bem estranho. Logo que entrei já deixei minhas malas em um canto e fui levada para a sala do Crew Admin, que é a pessoa que cuida da documentação de todos os tripulantes, ele checou meus documentos e chamou uma enfermeira para checar meus exames médicos. Nisso já me deram duas garrafas de água e ligaram para o Photo Manager, que seria meu chefe dentro do navio. Passaram uns 15 minutos até que ele chegou, eu já estava quase infartando de ansiedade, que loucura é tudo isso, muita gente nova que passava por lá e ficava olhando pra minha cara de perdida kkkkkk 

Meu chefe chegou, peguei minhas malas e fomos para aquela que seria minha cabine pelo contrato todo. Eu já sabia que não ia dividir cabine, pois a Carol e o Aurélio que fizeram a entrevista comigo, meses atrás, já tinham me contado tudo sobre a vida de fotógrafo na Celebrity. Meu chefe abriu a porta e... SURPRESA! A cabine estava imunda, a última fotógrafa tinha sido demitida e largou todo o lixo lá dentro. Meu chefe ligou para alguém vir limpar enquanto me levou à crew mess, que é o refeitório de tripulante. Achei bem legal, já ouvia falar tão mal da bendita crew mess nos grupos do facebook que quando cheguei acabei me surpreendendo com a variedade de comida por lá. Claro que não é a melhor comida que já vi na vida, mas era tranquilo! Depois do almoço fiz um tour pelos locais de trabalho de um fotógrafo, que era a galeria de fotos e o laboratório de revelação. Tudo parecia um labirinto pra mim, a galeria ficava no Deck 5 e o Lab no Deck -1, é lógico que eu ia aprender a andar por tudo, mas por enquanto eu estava mais perdida do que cego em tiroteio!

Voltamos para minha cabine que já estava limpa e meu chefe me deu o dia livre, só me disse para ir às 10 da noite na galeria onde a gente ia ter uma reunião de grupo e eu ia ser apresentada para todos os outros fotógrafos. Me passou o telefone do assistente dele e disse que quando eu quisesse jantar era para ligar para ele kkkkkk ok! Eu queria dormir porque estava morta, mas estava morrendo de nojo da cabine toda, o rapaz que limpou na verdade só trocou a roupa de cama e passou a vassoura, sou neurótica demais com limpeza, sorte que achei um pote de lenços umedecidos e passei lencinho até no teto, sem brincadeira! A cabine era gigantesca, se eu esticasse muito os braços batia nas duas paredes! Era aquela tal de cama Flip-Flop, que dobra na parede, você só abre na hora de dormir, tinha uma mesa gigante que era onde tudo acontecia, tinha um micro guarda-roupa e uma pia (?). Era muito minúscula mesmo, mas só o fato de ter meu próprio espaço e não ter que dividir com ninguém já fazia valer a pena! O banheiro ficava entre duas cabines, então tínhamos que dividir! Meu "bathmate" era um rapaz da croácia, mas era mais limpo do que muita mulher que já vi por aí. Depois de ter limpado o cubículo e colocado todas as minhas roupas no lugar, resolvi tirar um cochilo. Dormi feito pedra, morrendo de medo de perder a hora. 

Acordei e me arrumei para a reunião, aí já aconteceu meu primeiro mico, não sabia qual dos uniformes colocar, os fotógrafos tem vários uniformes diferentes (já contei sobre Uniformes para Fotógrafos em outro post, confere lá!). Acabei colocando meu uniforme de gala, com gravatinha borboleta e tudo kkkkkkk liguei para o Lucien que era o assistente do chefe e ele foi me buscar para a gente poder jantar. Jantamos no Ocean View, que também é conhecido por Lido em outras cias, é o restaurante self service para passageiro, um dos benefícios dos fotógrafos é poder comer em área de passageiro. Fomos para a reunião, nesse dia tinha eu e mais o Branislav de fotógrafos novos, nos apresentaram todo mundo, falamos mais sobre o trabalho e recebemos o schedule de trabalho do dia seguinte. Depois da reunião meu chefe nos levou para conhecer o crew bar (lugar que viria a ser meu spot preferido no barco!). Chegando lá ele nos comprou uma dose dupla de whisky (coisa que eu não bebo), duas cervejas para cada e disse "Bem vindo á vida a bordo, encontrem alguém pra levar pra cama e sejam felizes", imagina minha cara de choque! Era noite Balkan no bar, só quem já trabalhou em navio sabe o que é uma noite balkan. Homens da Croácia, Sérvia e países desse lado cantando umas músicas que a gente nunca ouviu na vida, pulando como loucos e se abraçando. É uma coisa única, naquele momento me caiu a ficha e eu falei "que que eu to fazendo aqui?!", mas foi super legal. No final voltei pra minha cabine e dormi, no dia seguinte tinha treinamento!

Meu chefe era louco de pedra, mas foi bom para eu me sentir mais em casa! Chegar no navio pela primeira vez não é fácil, já existe uma rotina acontecendo, tudo funciona rápido demais e todo mundo já sabe como tudo funciona, é difícil pra gente se encaixar logo no primeiro momento, mas depois que passa esse susto a gente pega de letra! Hoje relembrando esse primeiro embarque, me bate uma saudade!
Postar um comentário

Postagens mais visitadas