Entrevista com a Image

Celebrity Solstice em Veneza

Os dias passaram voando e o nervosismo foi só aumentando. No dia 10/05/2011 eu e minha mãe saímos de Mogi Mirim, com destino a Santos. Pelo Google eu achei uma pousadinha para passar a noite, chegando lá a decepção foi enorme porque o lugar era horrível! Cheiro de mofo, cheiro de velho.. Credo.

No dia seguinte saímos cedinho, fui a primeira a chegar na Agência, logo chegaram os outros candidatos. Eramos um total de 10 pessoas.

Começamos com uma palestra de como era a vida à bordo, prós e contras, vários vídeos mostrando a vida dos fotógrafos e blá, blá, blá... Depois disso tivemos que fazer nossa apresentação em voz alta para a sala toda. Travei bonito. De novo meu inglês falhou, mas tudo bem. Saímos para almoçar, as entrevistas pessoais seriam só depois do almoço. Nisso a gente já conseguiu trocar uma idéia entre os candidatos, todo mundo ficou mais a vontade pra se conhecer!

Entre nós, tinha uma moça que já havia trabalhado como fotógrafa na Princess, depois de toda a apresentação ela nos disse que essa Image era 'coisa de louco', nunca ela aceitaria trabalhar lá, pois 'não dá pra comparar com a Princess'. Ficamos todos apreensivos, principalmente pelo banho de água fria que levamos na palestra. Foi dito que não teríamos promoções no primeiro contrato, que o salário seria sempre por volta dos $1000 e que nós obrigatoriamente trabalharíamos na temporada brasileira. Além dos gastos que teríamos comprando Câmera, comprando uniforme, depósito de segurança entre outras coisas.

Voltamos do almoço e ficamos aguardando as entrevistas individuais. Lembro que na salinha de espera nós assistimos aquele filme Esposa de Mentirinha, em inglês. Eu não entendia muito bem o filme, mas tudo bem. Chegou minha vez na entrevista, as mesmas perguntas de sempre, parece que eles não tem outra coisa pra perguntar. Mostrei meu Portfólio, a Janet adorou, principalmente umas fotos que eu tinha feito uns efeitos de Cut Out e Blur. Meu inglês tava realmente fraco, me faltava vocabulário e sobrava nervosismo. A Janet foi super gente boa, me disse que se eu não melhorasse nesse sentido, passaria apertado dentro do navio. Fiquei um pouco chateada, mas eu já sabia que meu inglês era péssimo e que tinha sido uma vitória chegar até ali. Nunca estudei inglês na vida, tudo que eu sabia tinha aprendido sozinha.

A resposta da entrevista chegaria em uma semana. Mais uma semana de tortura. E eu fui aprovada, porém teria que melhorar meu inglês urgentemente, dentro de pouco tempo a Janet me ligaria para ver como eu tinha evoluído e só então daria minha data de embarque!
Postar um comentário

Postagens mais visitadas